Tags

Devemos, finalmente, fazer todas as ações para Maria. Pois, visto que nos entregamos totalmente ao seu serviço, é justo que façamos tudo por Ela, como um criado, um servo, um escravo. Não que a tomemos como fim último dos nossos serviços, pois só Jesus Cristo o é. Mas tomamo-la como fim próximo, como meio luizmisterioso e fácil para ir a Ele. Como bons servos e escravos, não devemos ficar ociosos, mas é preciso que, apoiados na sua proteção, empreendamos e realizemos grandes coisas para esta augusta Soberana. É preciso defender os Seus privilégios, quando lhos disputam, e sustentar a sua glória, quando a atacam. É preciso atrair todo o mundo, se for possível, ao seu serviço, e a esta Verdadeira e Sólida Devoção. É preciso falar e clamar contra os que abusam da sua Devoção para ultrajar seu Filho, e, ao mesmo tempo, estabelecer esta Verdadeira Devoção. É preciso pretender apenas, como recompensa destes pequenos serviços, a honra de pertencer a tão amável Princesa, a felicidade de sermos por Ela unidos a Jesus, seu Filho, com um laço indissolúvel, no tempo e na eternidade.

(TRATADO DA VERDADEIRA DEVOÇÃO À SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA, nº 265, p. 279)

Anúncios