Tags

, , , , , ,

São Paulo escreveu: «Se alguém está em Cristo, é uma nova criação» (2Co 5,17) […]. Mas dizei-me qual destas duas coisas é mais espantosa: ver o céu ou qualquer outro elemento renovar-se, ou ver um homem passar da malícia à virtude e renunciar ao erro para se ligar à verdade? Pois foi a isto mesmo que São Paulo chamou «nova criação». […] Com efeito, os que aderiram a Cristo pela fé depuseram o fardo dos seus pecados como se põe de lado uma roupa velha. Ao abandonar o erro, foram iluminados pelo sol da justiça (cf Ml 3,20) como se veste uma roupa nova e brilhante, uma veste real […]: «As coisas antigas passaram, eis que todas as coisas se tornaram novas» (ibid). […] A graça de Deus irrompeu, e remodelou e converteu as almas, transformando-as. […]

Já observaste como todos os dias o Mestre realiza esta nova criação? É que muitas vezes os homens passaram a vida inteira apegados aos prazeres deste mundo, adorando as criaturas e tomando-as por deuses. Quem, portanto, senão o Senhor, poderia persuadi-los a elevarem-se de repente a um tão alto grau de virtude, passando a desprezar todos esses ídolos, adorando o Criador do universo e depositando Nele a sua fé, muito acima de todas as coisas desta vida? […]

Convido-vos, portanto, a todos – aos que foram baptizados anteriormente, tal como aos que acabam de receber essa graça do Mestre – a escutar esta exortação do Apóstolo: «As coisas antigas passaram, eis que todas essas coisas se tornaram novas.» Esqueçamos todo o nosso passado; reformulemos a vida como cidadãos chamados a uma vida nova. Em tudo o que dizemos, em tudo o que fazemos, consideremos a dignidade Daquele que habita em nós.

Comentário ao Evangelho do dia feito por São João Crisóstomo  (c. 345-407), presbítero de Antioquia, Bispo de Constantinopla, Doutor da Igreja  Catequeses baptismais, nº 4, 12-15

Anúncios