Tags

, , , , , , , , , , ,

Salve Maria!

Vamos Jovens!

Doces irmãos, é incrível como o desrespeito as leis agrada a este mundo, não sóobediencia falando dos desrespeito sobre os mandamento sagrados, mas também sobre nossas leis mundanas, até nossas próprias leis nos as descumprimos, não seguimos nem os nossos próprios acordos. Irmãos, a desobediência para este mundo parece ser algo agradável e normal, onde aqueles que assim não praticam não são normais ou tentam destruir uma ligação, sim uma ligação, a desobediência é um lasso que liga os pervertidos, outrossim, os de má conduta, hodiernamente eles não são mais vistos, os que desobedecem, como pessoas que praticam más condutas, pois hoje isto é uma conduta normal. A tristeza dos que visualizam estes condutas banais e a elas não se seduzem é de tamanha e contagiante a desolação que os infligem.

Caríssimos, alguns poucos hoje por serem iludidos dizem que a obediência nos oprime que nos arrasta para prisões e nos faz escravos de nossos bons modos, errado, não seremos acorrentados por praticar coisas que promovam a manutenção de uma sociedade saudável, a falta de escrúpulos é que faz acorrentarmos, como sabemos o erro nos acorrenta, nos aprisiona, pois ele vicia, é algo que é continuado não conseguiremos dele sair com facilidade. Obediência nos torna disciplinados, podemos, por disciplina, ao ver que algo não é bom imediatamente abandona-lo. Nós, como servos e servas de Cristo, somos livres tudo podemos fazer não há nada que nos pessa prender, Cristo nos libertou, o erro o pecado, que antes por causa da mancha que foi inserida em nós desde o nosso nascimento não mais nos acorrenta, não somos mais submissos a ela, agora podemos escolher entre a vida e a morte, se escolhemos a vida a liberdade ganhamos. Como filhos da liberdade, temos plena ciência que tudo podemos fazer, mas a sabedoria que pelo batismo adquirimos nos aconselha sobre o que é bom e o que é mal, o que pertence aos cristãos e o que não é mister que esses pratiquem. Somos livre, tudo que é liberdade podemos fazer, tudo que sempre nos condicionará a qualidade de libertos faremos, mas aquilo que nos aprisiona pôr pura liberdade escolhemos dele viver distante.

Ó Mãe do bom conselho, quem bem nos poderia conduzir sobre o caminho da liberdade a não ser tu, ó Mãe da santidade, tu fostes a que sempre praticastes o amor de Deus, tuas condutas sempre foram admiráveis, tua prudência é dentre as criaturas a mais nobre, digna de uma rainha. Nem mesmo os mais santo que aqui viveram puderam ter a obediência que tu tivestes. A tua liberdade foi o que te condicionou a santidade, por ser livre tu escolhestes a escravidão, a escravidão ao amor, amor que liberta, que, em verdade, nos torna livres. Ó Mãe, como tua sabedoria te fizestes santa.

Ficai em paz!

Ficai com Maria!

Anúncios