Tags

, ,

CAPÍTULO SEGUNDO

VERDADES FUNDAMENTAIS DA DEVOÇÃO À VIRGEM MARIA

60. Até aqui dissemos alguma coisa sobre a necessidade que temos da Devoção à Santíssima Virgem. Faz-se necessário dizer agora em que consiste esta mesma Devoção. É o que farei, com a ajuda de Deus, depois de propor algumas verdades fundamentais, donde se deduzirá a grande e sólida Devoção quequero descobrir.

Artigo Primeiro. Jesus Cristo é o Fim Último da Devoção à Virgem Maria

61. Primeira Verdade. Jesus Cristo, nosso Salvador, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, deve ser o fim último de todas as devoções, de outro modo seriam falsas e enganadoras. Jesus é o alfa e o ômega, o princípio e o fim de todas as coisas. Nós não trabalhamos – como diz o Apóstolo – senão para tornar cada homem perfeito em Jesus Cristo. Porque só n’Ele habita toda a plenitude da Divindade, e todas as outras plenitudes de graça, virtude e perfeição, e só n’Ele fomos abençoados com toda a bênção espiritual. Ele é o nosso único Mestre que nos deve ensinar, o único Senhor de quem devemos depender, o único Chefe a quem nos devemos unir, o único Modelo ao qual nos devemos assemelhar, o único Médico que nos há de curar, o único Pastor que nos deve alimentar, o Caminho único que nos deve conduzir, a única Verdade em que devemos crer, a única Vida que nos deve animar, o único Tudo, que nos deve bastar em todas as coisas. Não nos foi dado, debaixo do Céu, outro Nome pelo qual devamos ser salvos, senão o Nome de Jesus.

Deus não constituiu outro fundamento da nossa salvação, perfeição e glória senão Jesus Cristo. Todo edifício que não estiver erguido sobre esta pedra firme está construído sobre areia movediça e, mais cedo ou mais tarde, acabará, infalivelmente, por cair.

Todo fiel que não estiver unido a Jesus, como o sarmento à cepa da vinha, cairá, secará, e só servirá para ser lançado ao fogo. Fora de Jesus Cristo tudo é extravio, mentira, iniqüidade, inutilidade, morte e condenação.

Mas, se estamos em Jesus Cristo e Jesus Cristo em nós, não há condenação a temer. Porque assim nem os anjos do Céu, nem os homens da Terra, nem os demônios do inferno, nem qualquer outra criatura nos pode prejudicar, pois não

nos poderá separar da caridade de Deus, que está em Jesus Cristo (Rm 8, 39). Por Jesus Cristo, com Jesus Cristo, em Jesus Cristo podemos tudo: dar toda honra e glória ao Pai, na unidade do Espírito Santo, tornar-nos perfeitos e ser, para o nosso próximo, um bom odor de vida eterna.

Anúncios