Tags

, , , , , , ,

   Os atos feitos por nós muitas vezes vêm a ser demolidos por nós mesmos, uma vez que não encontramos de imediato um significado para o que fazemos e, com isto, no mais da vezes desistimos e paramos por não encontramos um motivo sequer para continuar. Não foram poucas as grandes obras que deixaram de existir por um simples pensar, pensar este que levara aquele que tentara o fazer desistir. O não encontrar um motivo para continuar é óbice para a construção de qualquer benfeitoria.

   As novas boas ações somente fazem a humanidade caminhar para frente, a cada pedra nova que é colocada na construção de um mundo novo já é grande feito para todos os viventes, tenham isto em mente. Mas, mesmo com esta certeza já habitando nos corações de muitas pessoas mesmo assim vem o desanimo de querer acreditar que de nada valerá os nossos esforços, alhures, sim não nos pautarmos na grande importância que há em querer fazer o melhor por menor que ele seja não conseguiremos continuar. Falar do desânimo é coisa sim, difícil é apontar uma saída para isto.

   Poderia ser algo insanável o desânimo da vida de uma simples pessoas, porém não o é. Vede, num simples dar exemplo as próximas gerações é grande e o maior motivo que temos para continuar a fazer o bem, sim acreditem nisto. Faremos, pois, como grandes promotores do bem sabendo que só conseguiremos promover de modo eficaz se conseguirmos atrair mais pessoas, inclusive, as que ainda estão para vir, sendo que estas é que faram existir uma nova nação e com o nosso exemplo ela, em si, será nova. No exemplo da virgem gloriosa sede bons exemplo para àqueles que estão para vir.

DE MARIAE NONQUAM SATIS

TOTUS TUUUS

Anúncios