Tags

, , , ,

Evangelho (Mt 5,13-16)

O Senhor esteja convosco.

Ele está no meio de nós.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 13“Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens.

14Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte. 15Ninguém acende uma lâmpada e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim num candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão em casa. 16Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

> A luz foi feita para brilhar, deve manifestar sua claridade diante da escuridão para que aquilo que era escuro venha a se tornar claro. O mar é a escuridão em profundidade, mas ao encontro da luz ganha cores e torna-se azul. Eis o milagre proposto pela luz. Eis a glória dos céus. Eis a profundidão do amor infinito do nosso Pai. Luz que faz das trevas claridade, que demonstra que tudo ainda pode ter paz.

A vida pode revelar momentos de grandes tristezas, onde se fará acreditar que não restam mais esperanças, porém Deus é infinitamente amoroso e faz-se manifestar nos coração dando-se e fazendo que seus filhos se entreguem a ele. Isto é que faz sermos ainda o sal da terra e a luz do mundo. Não que sejamos dignos, mas o Pai o que nos faz dignos.

Mas, devemos aceitar essa condição. Podemos nos esconder e faz que nosso luz não brilhe ao mundo, que o nosso sal não se espalhe e não dê gosto a essa terra. Não há coisa mais trite do que uma terra que não possui gosto e luz devido seus filhos serem mornos. Devemos rezar para que todos encontrem o caminho apontado por Deus, a fim de que o sal salgue e que a luz ilumine.

Peçamos a Virgem Santíssima que interceda por nós para que sejamos verdadeiro sal e verdadeira luz.

Anúncios