Tags

, , ,

Anúncio do Evangelho (Lc 10,25-37)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 25um mestre da Lei se levantou e, querendo pôr Jesus em dificuldade, perguntou: “Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna?”

26Jesus lhe disse: “O que está escrito na Lei? Como lês?” 27Ele então respondeu: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo!”

28Jesus lhe disse: “Tu respondeste corretamente. Faze isso e viverás”.

29Ele, porém, querendo justificar-se, disse a Jesus: “E quem é o meu próximo?”

30Jesus respondeu: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu na mão de assaltantes. Estes arrancaram-lhe tudo, espancaram-no, e foram-se embora, deixando-o quase morto.

31Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado.

32O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado.

33Mas um samaritano, que estava viajando, chegou perto dele, viu e sentiu compaixão. 34Aproximou-se dele e fez curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o homem em seu próprio animal e levou-o a uma pensão, onde cuidou dele. 35No dia seguinte, pegou duas moedas de prata e entregou-as ao dono da pensão, recomendando: ‘Toma conta dele! Quando eu voltar, vou pagar o que tiveres gasto a mais’”.

E Jesus perguntou: 36“Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” 37Ele respondeu: “Aquele que usou de misericórdia para com ele”. Então Jesus lhe disse: “Vai e faze a mesma coisa”.

 

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

    Amamos a Deus quando amamos o nosso irmãos, o contrario disso é fingimento e dissimulação. Tudo é mais fácil quando ainda se encontra nos lábios, devemos converter nossas palavras em ações para que elas tenham frutos. Se ficarmos somente em palavras, onde dizemos: Amamos, amamos, amamos Deus e nada fazemos em favor do nosso próximos, só passamos de mentirosos.

Devemos acordar para a vida em Deus, não podemos permitir que o sono da escuridão nos leve para a comodidade de uma vida morta. Estaremos vivendo Deus, e, fidedignamente, amando a Deus quando acordarmos para o bem e vivermos fazendo para o nosso próximo. Não deixeis que o vosso irmão morrer de frio quando vosso coração esperdiça calor.

Para sermos verdadeiros filhos de Deus temos que está sempre atentos as necessidades de nosso próximo, para que nunca permitamos que ador do nosso próximos passe despercebida por nosso olhos; que nunca nossos ouvidos se fechem aos clamores de nosso irmãos, para que não esqueçamos que necessitamos da felicidade de outrem para sermos felizes.

Ensina-nos, ó Santa Maria, a sermos como o vosso filho, sempre atentos para a necessidades de nossos irmãos.

Anúncios