Tags

, , ,

mar agitado

O sofrimento é uma pedagogia divina que nos conduz aos braços da glória e nos chama a ser santos.

Como é entristecedor passar por momentos dolorosos, nossa alma parece que não tem mais sentindo, vivemos a procura do nada. Tudo isso acontece quando não temos em nosso coração o amor de Deus. Quando vivemos afastados da graça divina, qualquer tombo nos leva ao chão. Por isso reforcem-se com a armadura de Deus, vistam-se das bênçãos dos Céus e sua força será grandiosa, capaz de derrotar toda infelicidade que possa invadir o seu coração.

É de se refletir uma pergunta: por que Deus coloca sofrimentos em nossa vida? Essa pergunta poderia ser respondida de modo perverso, que colocaríamos Deus em uma condição de mau, que deseja o sofrimento dos seus filhos, para que no palco do Céus estivesse a aplaudir cada queda, porém isso não é verdade. Deus olha para o nosso sofrimento e chora conosco nossas dores. Nosso Pai, Mestre e Companheiro é infinitamente bom e não nos abandona nos momentos de dor. Deus é o pai da misericórdia, ele nunca se agradará com o sofrimento de seus filhos.

Isso, tudo que foi dito acima, parece ser contraditório, pois, então por que ele nos permite sofrer? Há uma resposta bem simples: nosso sofrimento, quando vivido intensamente nos próxima dos Céus. Quando nos dedicamos a oração e vivemos nosso sofrimento como se fosse uma graça, crescemos em espiritualidade e alcançamos, mesmo na doença, a graça de uma vida feliz. Totalmente voltado ao Bem quando estamos ligados a Ele em plenitude. Nossa vida pode tornar-se mais leve se deixarmos de chorar pelo que aconteceu e viver o agora que Deus nos propõe.

O sofrimento também é uma porta para os Céus, é método que nos aproxima de Deus. Quanto Jesus sonhou em se entregar a humanidade, suspenso em um madeiro. Desde criança já tinha conhecimento dos seus sofrimentos, de quanto padeceria para que a humanidade fosse salva e, sem dúvida nenhuma, não maldisse seu Pai, mas viveu amorosamente essa espera. Quando chegou a hora de se entregar pela humanidade, quis fazer daquilo tudo um cântico de amor para o seu Pai, e assim fez, louvou a criação, louvou o Criado, amou tudo em seu sofrimento.

Devemos seguir o exemplo de nosso Bom Mestre. Obedecer a Deus não é um ensinamento que somente vale no momento de alegria, mas percorre toda a nossa vida. E qual o ensinamento de Deus, a não ser: sejam felizes, vivam o meu amor. Quando o sofrimento for muito agudo, olhe para o céu e verá como Deus é infinitamente maior e pode destruir todo o seu sofrimento com uma simples palavra, porém, nosso sofrimento é uma pedagogia, que aprendemos tudo que é necessário para ter uma alma mais depurada, mais santa. Viva sua vida quando todos os seus acontecimentos, não permita que certos momentos sejam algo que deve ser esquecido. Tudo que aconteceu e acontecerá serve de norte para que possamos nos reconciliar com o nosso Criado. Tudo que nosso Pai coloca em nossa vida é para nos levar até a ela, se não fosse assim nãos seria de Deus. Acreditem que todo sofrimento é um instrumento para nos conduzir a ressurreição de Cristo.

Anúncios