Tags

, , ,

Na nossa vida sempre aprece pessoas dispostas a nos ajudar, que com seus belos ensinamentos nos levam a um grau superior na nossa fé, porém nem sempre estamos dispostos a ouvi-las. Há palavras que são muito mais poderosos do que milhões de gestos. Isso parece uma contradição do que é dito por muitos, visto que dizem que os gestos valem mais do que as palavras, ou que as palavras não fazem tanto efeito quando os gestos. Devemos meditar o que seria dos gestos sem as palavras.

Vivemos em um mundo onde tudo é resumido. Não queremos perder tempo lendo obras gigantescas. Sempre estamos procurando o que for mais simplificado, ao ponto de vista de tempo gasto. Isso também se aplica as palavras. Quantos não são aqueles que deixam de participar de uma bela palestra por achar que aquilo levará muito tempo, que o palestrante se usará de vários artifícios para nos deter e não se utilizará de métodos que dê mais valor ao conteúdo do que a forma de falar. Possa que haja discursos maus elaborados, que somente tenham como fim contagiar o público por algumas horas e que depois não se dê para retirar nada daquilo.

ouvir Em verdade, quando estamos com um espirito muito agitada as palavras realmente cansam, pois nos pede uma certa atenção que nem sempre estamos dispostos a ceder. Um espirito agitado não nos leva a nada, por pior, fazem nos afundar em tempestades. Quando abandonamos por total as palavras que podem nos ajudar, que sempre são carregadas por longos discursos, estaremos a nos jogar em um precipício de perdição, onde dedicaremos um tempo grandiosos em aprender coisas que não nos farão feliz.

A felicidade construímos através de nossas obras. Tudo aquilo que afazemos determina o que levaremos como herança para os nossos dias futuros. Porém, não afaremos nada de bom se antes não houve uma palavra boa que semeou um novo horizonte em nosso coração. Tudo possui um começo, que leva tempo para se desenvolver. Primeiro recebemos a palavra, depois a transformamos em obrar e no final colhemos o fruto. Temos que dedicar mais tempo a ouvir, distinguindo aquilo que é bom do que não serve para nossa vida. Quando dedicarmos mais tempo as palavras boas viveremos mais a felicidade da vida, e, assim, poderemos fazer as boas palavras se propagarem pelo mundo.

Anúncios