Tags

, , ,

Num mundo totalmente voltado para as coisas fúteis parece até impossível pensar em um serviço para Deus. Para servir a Nosso Senhor devemos nos desprender de nós mesmos, pois enfrentaremos uma batalha que o nosso segundo maior inimigo, nós mesmos, nos convidará a abandonar no primeiro pedido de abandono. Nosso segundo maior inimigo, que também pode ser confundido com o primeiro, o demônio, nunca aceitará que vivemos o desprendimento, visto que o egoísmo nos pede a açambarcar o mundo, tomando com posse nossa.

O desejo de ter tudo arde em nosso peito, principalmente, quando abandonamos algo para servir os céus. Quando voltamos nosso olhar para trás e vemos o quanto tivemos que desprezar para seguir um caminho de paz, logo vem em nossa mente um sentimento de tristeza que invade totalmente o nosso ser. Sempre estamos olhando para trás, mesmo que não queiramos, estamos a olhar para trás, e sentimos a dor das nossas perdas. Parece que tudo que abandonamos eram grandiosos para nós, possa que não tivesse tanta importância quando estávamos a gozar de sua presença, mas quando percebemos que não estamos mais com ele, a dor nós vem.

a solidão

Devemos ter em nossa mente a certeza de que tudo que deixamos para trás servirá de grande consolo quando estivermos a contar os nossos intentos. Vamos nos lembrar de nossos falsos amigos, do dinheiro, dos familiares e dos nossos antigos mestres, tudo isso que talvez nos atrapalhava, ou que talvez era necessário para que pudéssemos seguir o nosso novo caminho. Olharemos para tudo que passou, com uma mente mais voltada a sabedoria, e sorriremos por tudo isso que deixamos.

Todos aqueles que servirem a Jesus ganharam como recompensa um tesouro muito maior do que aquele que foi deixado pelo caminho. Devemos deixar nosso ser morrer um pouquinho para que ele viva mais. Não poderemos escolher uma nova vida sem ter abandonado aquilo que nos atrapalhava, tudo deve ser abandonado se atrapalha o prosseguir na caminhada. Toda pedra que impede a caminha deve ser removida, para que assim possamos prosseguir a passos livres.

Anúncios